Petróleo e Gás

 

Fracking, o que é?

 

Em vídeo de 2:30 mnts

https://www.youtube.com/watch?v=WRKHgTQI40o

Em texto : O que é o Fracking?

Fracking ou Fracturação hidráulica é uma tecnologia muito utilizada na exploração de petróleo e gás natural. É o processo no qual o fluido de fracturação (uma mistura de água, areia e vários quimicos) é injectado a alta pressão para quebrar a rocha e abrir e alargar fracturas de modo a que os hidrocarbonetos (petróleo ou gás) possam fluir. Entre 25 e 90% do fluido inicialmente injectado permanece no subsolo.

Os químicos utilizados são altamente prejudiciais para o ambiente e saúde humana, existindo um enorme risco de contaminação das águas e do ar.

O processo em imagens:

Argumentos contra o fracking

 

Argumentos contra o Fracking Edit

1 – Contaminação da água potável na superfície e fontes subterrâneas por até 600 substâncias químicas tóxicas e cancerígenas. As três mais comuns são naftaleno, cloreto de benzilo e formaldeído. Além da contaminação, as operações de fracking requerem bilhões de litros de água, que poderiam ser utilizados pelas famílias, animais e indústria.

2 – Esterilização do solo, tornando-o infértil para agricultura, contaminando a produção e inviabilizando a pecuária.

3 – Poluição do ar pelo metano, que após o fracturamento chega à superfície pelas milhares de fissuras no solo. O metano ‘fugitivo’ libertado durante as perfurações também chega às torneiras e aos rios, tornando a água inflamável (com risco de explosões) e imprópria para o consumo.

4 – Terramotos são outro terrível impacto já relaccionado ao fracking. De acordo com o Serviço Geológico de Oklahoma, entre 17 e 24 de Junho de 2015, o estado americano registou 35 terremotos de magnitude 3.0 ou superior, um salto enorme em relação à média de cerca de 12 por semana registados ao longo do ano de 2014.

5 – O Fracking intensifica as mudanças climáticas, através da liberação de gases que favorecem o agravamento do aquecimento global. Vazamentos de operações de gás de xisto não só emitem gás metano, mas também os compostos orgânicos voláteis (COV) que contribuem para a poluição atmosférica. Com fracking há maior incidência de secas, enchentes e tufões, além de variações radicais do clima.

 

Fracking: consequências

 

Vídeos curtos:

 

Extracção de gás convencional em Groningen – Consequências aqui

 

https://www.youtube.com/watch?v=4LBjSXWQRV8

 

https://www.youtube.com/watch?v=4ApZkNsXfJE

 

https://www.youtube.com/watch?v=PlVbyWeXJoM

 

Documentário Gasland

 

https://www.youtube.com/watch?v=k3eYX7LaLLg

 

Documentários

 

Legendados:

There’s No Tomorrow (34mnts)  »» aqui

Do The Math (44mnts) »» aqui

Recursos, Custos, Benefícios & petrolíferas? Frack M’isto! »» Vídeo (42 mnts) aqui

The Age of Stupid (1h28mnts) »» aqui

Food Inc. (1h33mnts) »» aqui

Gasland (1h42mnts) »» aqui

Cowspiracy (52mnts) »» aqui

 

Sem Legendas :

Power Trip: Fracking in the UK »» aqui

Blockadia Rising (53mnts) »» aqui

Anima Mundi (1h17mnts) »» aqui

Disruption (52mnts) »» aqui

Crude (1h44mnts) »» aqui

Disobedience (37mnts) »» aqui

Mais documentários, sem lengendas »» aqui

 

Petróleo e os desastres ambientais

 

Petróleo e os desastres ambientais Edit

Desde 1901 até 2009, foram derramadas 8.486.833 toneladas de petróleo. Estes números referem apenas os 71 derrames que tiveram uma dimensão superior a 10.000 toneladas. (Fonte)

Desde 2010 até 2015 foram derramadas 33.000 toneladas de petróleo no Oceano. (Fonte)

Quando há um derrame de petróleo, quais as consequências para o ecossistema?

Alguns dos maiores derrames de petróleo, da história. »» aqui